Ronda das Adegas atrai dedicados apreciadores dos vinhos de Gatão

A Ronda das Adegas voltou a atrair cerca de centena e meia de caminhantes e dedicados apreciadores do vinho verde de Gatão a mais uma edição dos Petiscos & Companhia que, durante dois dias, animou o Centro Interpretativo do Vinho Verde, situado nesta localidade da União de Freguesias de Amarante (S. Gonçalo), Madalena, Cepelos e Gatão.

A adesão de entusiastas a esta iniciativa é tão grande que a organização da Ronda das Adegas teve que encerrar as inscrições mais de uma semana antes do evento, pois a qualidade reconhecida dos vinhos verdes de Gatão é sobejamente apreciada e muitos são os que durante o certame, nomeadamente nesta caminhada pelos trilhos e vinhas, querem degustar este precioso néctar complementado com uma mistura de animação musical com os tradicionais comes e bebes da região.

A Ronda das Adegas contempla uma caminhada com cerca de 10 km com o especial complemento de visitar algumas adegas daquela zona, onde é possível degustar alguns dos afamados vinhos de Gatão, sempre acompanhados por iguarias regionais.

A exaltação do vinho de Gatão está patente do início ao fim caminhada, atividade agrícola que marca também a vida e a personalidade daquela região da margem direita do Tâmega. As paisagens de vinha que se poderão contemplar desde Gatão de Cima até ao Rio, demarcam o património associado à cultura vínica que se quer também divulgar. Esta é uma organização da União de Freguesias de Amarante(S.Gonçalo), Madalena, Cepelos e Gatão e da Douro Tâmega Expedições que, desta forma, reforçam a atratividade do território e mostram a beleza e a genuinidade de uma paisagem vínica com tudo o que lhe está intimamente associado.

Para o presidente da Junta de Freguesia esta iniciativa voltou a superar as expectativas na participação e envolvimento das pessoas que reconhecem a especialidade dos vinhos produzidos em Gatão.

»Todos os anos são cada vez mais as pessoas que acorrem aqui ao Centro Interpretativo do Vinho Verde para apreciar os nossos vinhos verdes comprovando a reconhecida elegância deste vinho genuíno de Gatão», referiu Joaquim Pinheiro.

«Não posso deixar de realçar o envolvimento dos produtores de vinhos que agradavelmente abrem as suas Adegas para que os participantes da caminhada possam provar os seus vinhos, mas também de espaços de restauração, produtores locais de fumeiro e outras pessoas desta localidade que durante dois dias mostram o melhor de Gatão», acrescentou.

Este ano participaram na Ronda das Adegas cinco produtores de vinho verde: Quinta da Boavista, Quinta do Ribeiro, Quinta do Morgado, Adega Jóia e Quinta de Fontelas. Quatro produtores repetentes e um estreante foram os cicerones de uma visita guiada ao universo do vinho verde da região.

Todos são unânimes em afirmar que esta é uma excelente forma de dar a conhecer os vinhos da região, aliando o passeio aos petiscos, à contemplação da paisagem e à aprendizagem dos processos de cultivo de tão apreciado néctar.

GALERIA